quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

RECADOS DA MÃE

Depois de termos apresentado, há dias, as apreciações relativas aos livros O Guarda da Praia e Quase Adolescente de Teresa Maia Gonzalez, chegou agora a altura de publicarmos a opinião do Pedro Marta sobre uma outra obra da autora, Recados da Mãe.

Recordamos que estes textos foram realizados no âmbito do trabalho desenvolvido nas aulas de Língua Portuguesa do 7º B.


GONZALEZ, Maria Teresa Maia (2006). Recados da Mãe. 3.ª Edição.Editorial Verbo

Este livro conta-nos a história de duas irmãs que viviam com a mãe, depois desta se ter divorciado do pai das meninas.
Um dia, a mãe não as foi buscar à escola, como habitualmente o fazia. Depois de esperarem algum tempo, foi o pai quem as foi buscar, mas como estava com “cara de caso”, a menina mais velha percebeu logo que se tinha passado alguma coisa grave.
Realmente a mãe tinha tido um acidente e tinha morrido.
Depois do funeral, apareceu uma avó, mãe da mãe, que vivia em Coimbra e com quem foram viver e estudar.
Queres saber mais pormenores da história? Então, vai à biblioteca da Escola e toca a ler o livro!...
Trata-se de uma história de vida que pode acontecer a qualquer um de nós e é incrível como aquelas duas irmãs dão força uma à outra.
A mim, pessoalmente, o que mais me marcou, foi a maneira que Clara, a irmã mais velha, arranjou para minimizar a dor da irmã mais nova, Leonor, dizendo que sonhava com a mãe durante a noite e que a mesma lhe enviava recados, explicando o que devia fazer e como devia agir durante a vida.

(Pedro Marta, n.º 17, 7.º B)

3 comentários:

LILIANA BIZARRO disse...

É UMA HISTÓRIA DE AMOR FRATERNAL SENTIDO POR DUAS IRMÃS. ESSE SENTIMENTO AJUDOU-AS A ULTRAPASSAR AS DIFICULDADES SENTIDAS POR ELAS, DEPOIS DA MORTE DA MÃE.
ACHO ATÉ QUE ESSAS MESMAS DIFICULDADES FIZERAM COM QUE ESSE SENTIMENTO AO LONGO DA HISTÓRIA FICASSE MAIS FORTE.
MESMO DEPOIS DE ADULTAS E APESAR DA DISTÂNCIA E DAS ESCOLHAS FEITAS POR CADA UMA, A AMIZADE SE MANTEVE SEMPRE MUITO FORTE.

Anónimo disse...

ler e bom porque alarga os crecimentos da leitura e adorei este livro porque sao estorias reais

Anónimo disse...

ler e bom porque alarga os crecimentos da leitura e adorei este livro porque sao estorias reais